Datas e locais das intervenções culturais

PRIMEIRO DIA – 29/10

17:00 às 17:30 – “Aqui enquanto caminhamos”
Local: do Centro de Convenções à Casa do Lago
Sinopse: Cada vez mais artistas veem no ato de caminhar como modo de agir diretamente no cotidiano, transformando os modos de conviver e sugerindo uma nova experiência de vida. Isso porque, ao se deslocar de modo lúdico e não utilitário, pode-se renovar o olhar diante de espaços conhecidos, vivenciando-os diferentemente. Assim, nessa prática, convidamos os participantes do Seminário a caminharem conosco pela UNICAMP, experimentando outro estado perceptivo e outra política de partilha do espaço público. Essa caminhada performativa é inspirada em “Aqui enquanto caminhamos”, obra dos artistas Gustavo Ciríaco e Andrea Sonnberger pautada “na ideia de obra como experiência e na longa tradição que une o caminhar à produção de pensamento e lucidez”.
Artista responsável: Laís Rosa (graduada em Dança)
Artistas integrantes: Laís Rosa (graduada em Dança) e Eduardo Moric (graduando em Artes Visuais)


17:30 – “Sinfonieta + Embers (Brasas)”

Local: Sala Multiuso – Casa do Lago
Sinopse: “Há pouco tempo, enquanto estava em Nova York e pouco depois de eu ter sofrido o choque de um incidente hostil no dia anterior, me vi dentro de um vagão lotado do metrô quando um homem negro começou a cantar. Isso é algo comum de acontecer no metrô de Nova York, pois muitos músicos e artistas se apresentam legalmente ou de forma não oficial para obter gorjetas. A voz melancólica do cantor me comoveu e quando lhe dei dinheiro, ele me chamou de irmã. O que posso dizer sobre a minha reação quando as lágrimas brotaram? Eu acho que agradeci a ele, o que trouxe um sorriso amoroso, porém curioso, em seu rosto enquanto ele seguia em frente. Não estamos todos conectados? E como não podemos enxergar isso dentro de nossos guetos particulares?”
Brasas é sobre conexões. Assim como nosso tecido conjuntivo que fornece sustentação e preenche espaços entre os tecidos do nosso corpo, além de nutri-los. Ou como a pele que cobre nosso corpo e carrega a nossa história. É também uma reunião entre o tradicional e o contemporâneo. A autora Toni Morrison, que morreu recentemente este ano, escreveu sobre as complexidades da vida negra: “A linguagem nunca poderá ‘imobilizar’ a escravidão, o genocídio, a guerra. Sua força, sua felicidade estão ao alcance do inefável”. Cito a Sra. Morrison por seu esforço contínuo de elevar o espírito individual e construir o entendimento através das palavras e das possibilidades da arte e da experiência humana.
Artistas Responsáveis: Prof. Marcelo Onofri – Sinfonieta (Música) e Profa. Holly Cavrell – Embers (Dança)
Artistas Integrantes: Assistente de direção: Gabriel Fernandez Tolgyesi (mestrando em Artes da Cena) / Intérpretes/criadores: Adnã Ionara Maria Alves (mestranda em Artes da Cena), Fernando Vitor (graduando em Artes Cênicas) e Sarah Raquel do Carmo Santos (graduanda em Dança) / Composição Musical: Marcelo Onofri / Piano: Marcelo Onofri (Professor Artes Cênicas) / Berimbau: Gabriel Peregrino (graduado em Música)

18:00 – “Fluxo em Queda”
Local: Sala Multiuso – Casa do Lago
Sinopse: Como parte da pesquisa criativa desenvolvida na disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso do bacharelado em Dança, “Fluxo em Quedas” propõe uma relação expandida entre corpos, movimento, espaço e música. A cena faz parte do espetáculo que será apresentado como conclusão da disciplina e do curso no mês de novembro. A pesquisa coreográfica também está vinculada com o “Núcleo Redes Unicamp”.
Artista Responsável: Prof.ª Dr.ª Daniela Gatti (Dança)
Artistas Participantes: Gabrielly Lima, Isabela Berto, Janaina Ramos Carlos, Julia Yukie, Marcela Cibin Ugo, Melissa Haruna Baba, Natália Beserra, Rafaela Doffe e Renata Paulino (graduação em Dança) / Lucas Quínamo (graduando em composição musical)

18:15 – “Gabrielli-Manzolli: texturas e cores em duas obras para instrumentos de metal”
Local: Sala Multiuso – Casa do Lago
Sinopse: Apresentação musical comentada que refletirá sobre as texturas, cores e formas de uma obra tradicional para ensemble de instrumentos de metal com outra composta especificamente para os alunos da classe de metais da Unicamp.
Artista Responsável: Prof. Paulo Ronqui (Música), Robson de Nadai e Jônatas Manzolli
Artistas Participantes: Grupo de Metais e Percussão da Unicamp

17:30 – “Quando os corpos dizem não”
Local: Sala de Cinema
Sinopse: A dança-instalação Quando os corpos dizem não resulta de uma iniciação científica sobre processo criativo em dança a partir de imagens da exposição “Levantes” de Didi-Huberman, verticalizada pelo pensamento da artista Marie-José Mondzain: “Digo ‘levante’ e tenho a impressão de ouvir um rumor distante, tão distante que não sei bem se é o retorno jubiloso de uma velhíssima lembrança ou o último murmúrio de uma voz que se afasta e vai se apagando para nunca mais voltar.”
Artista Responsável: Profª Drª Ana Maria R. Costas (Ana Terra) – Orientadora da pesquisa
Artistas Integrantes: Intérprete-criador e vídeo: Henrique Hokamura / Composição sonora: Nathanael Martins e Isaías Barbosa

18:10 – “Canções Indígenas”
Local: Sala de Cinema
Sinopse: Música Sertaneja Indígena
Artista Responsável: Leandro Tupanzinho (Pedagogia)

SEGUNDO DIA – 30/10

9:15 – “Diálogos Compostos” 
Local: Centro de Convenções – Auditório
Sinopse: No encontro entre corpos e instrumentos, movimentos e sons, desejos e sentimentos tornam-se música e dança. A partir do contato poético com um tempo no qual nunca vivemos, revisita-se uma peça barroca escrita por Bach e, de sua nostalgia, incorporamos momentos de improviso, trazendo vontades atuais, momentâneas e efêmeras. Nestes diálogos compostos, buscamos cruzar e conectar conhecimentos, linguagens e tempos.
Artista Responsável: Profª Drª Marisa Lambert
Artistas Integrantes: Natália Bíscaro e Sarah Raquel (Dança), Boaz Castro e Fernando T. Gomes (Música)

17:00  às 17:30 – “Bateria Alcalina”
Local: do Centro de Convenções à Casa do Lago
Sinopse: A Bateria Alcalina nasceu em 2003 em Campinas com um trabalho de expressão musical popular. Com um repertório que reúne samba e ritmos afro-brasileiros, valoriza a diversidade rítmica e cultural brasileira.
Artistas Integrantes: Laura Nascimento, Gustavo Palma, Talita Terra, Sofia Chiavacci, Talita Guimarães da Silva, Marcela Taborda Stolf, Vinícius Fernandes Dias, Carlos Fernando Macedo

17:30 – “100% Brasil”
Sala Multiuso – Casa do Lago
Sinopse: A montagem 100% Brasil resgata a multiplicidade de gêneros e períodos de nossa MPB, num espetáculo que incorpora canto coral à movimentação cênica na performance de marchinhas de Carnaval, ritmos nordestinos, os diversos gêneros de samba, músicas da Era do Rádio, da Bossa Nova, da Jovem Guarda, dos Festivais da Canção, da Tropicália, do Rock Nacional, reunindo os grandes nomes e as diferentes fases da música popular brasileira num único espetáculo.
Artista Responsável: Vivian Nogueira – Doutora em Música – Direção Geral e Regência
Artistas Integrantes: Coral Zíper na Boca / Allan Kawabata – Diretor Cênico – Graduando em Artes Cênicas, Heitor Coelho – Preparação Vocal – Mestrando em Música, Fernando Cayres – Pianista – Graduando em Música

18:00 – “Grupo de Clarinetas da UNICAMP”
Sala Multiuso – Casa do Lago
Sinopse: O grupo de Clarinetas da Unicamp é formado por alunos de graduação em clarineta e que desenvolve um programa semestral de atividades múltiplas de performance e aprendizado musical. Parte do trabalho apresentado aqui é fruto de estratégias desenvolvidas durante as aulas, permitindo uma livre expressão e maior fluidez ao realizar recitais em público.
Artista responsável (indicar titulação): Professor Doutor Vinícius de Sousa Fraga
Artistas integrantes (indicar titulação): alunos Vinicius Serpa, Giulia Moraes, Jéssica Cruz, Helena Nishi Batista e Leonam Henrique.

17:30 – “Mostra de Videodança “Composições para corpo e câmera”
Local: Sala de Cinema
Sinopse: A mostra exibirá uma coletânea de videodança desenvolvidas por alunos do Curso de Dança da Unicamp.
Artista Responsável: Profª Drª Marisa Lambert (Dança)
Videodanças por ordem de exibição:
“BUSCA” – Renata Paulino e Lucas Ferreira, 2018 (2’11”)
“Corra” – Diogo Angeli, 2018 (3’)
“QUEDA nº1” – Babi Fontana e Victor Costa, 2019 (3’30”)
“Mulheres de Linhas” – Maria Fernanda Miranda e Paulo Miranda, 2017 (10’)
“Dançar para não esquecer” – Karina Almeida e Trindade Media, 2019 (5’52”)
“Adentro – 3 Pinheiros” – Alyne Souza, Ana Carolina Nader, Ariadne Souza, Beatriz Paias, Bruno Harlyson, Clara Gonzaga, Fernanda Xavier, Flora Viviani, Melissa Baba, Thais Santana, 2017 (3’)
“Todos os pontos da curva” – Bibi Dória e Francisco Miguez, 2019 (7’19”)
“Montagem” – Gabriela Dória, Flávia Alvarenga, Juliana Tarumoto, Ana Luíza Fretta, Lucía Sismondi (e participação Grupo Oitava), 2017 (3’04”)
“1440’” – Grupo Sis: Amanda Negrão, Carol Ormelezi, Júlia Maciel, Maju Rinaldi, Natália Bíscaro e Thayná Cardoso, 2017 (4’52”)
“Processamento de Resíduos” – Beatriz Borghi, Carolina Gasquez, Giovanna Baraldi, Giovanna Herrera, Laís Rosa, Luiza Wyatt, Luma Canepa, Maria Reisewitz, Natália Beserra e Thaís Esteves, 2017 (5’14”)
“Ensaio sobre o habitar” – Catharina Glória, Gabriela Rosa, Giullia Kelly, Helen Marques, Iara Medeiros, Isabela Gonçalves, Letícia Michelani, Ricardo Britto, Rúbia Galera, Sofia Cruz, Victoria Travitzki, 2017 (4’50”)
“Aquilo que não acontece” – Ana Carol Yamamoto, Ana Mi, Camila Almeida, Henrique Hokamura, Rafaela Doffe, Renata Paulino e Taiana Ferraz, 2017 (6’33”)

18:10 – “Curtas Unicamp”
Local: Sala de Cinema
Título: Magalhães (22’40”)
Sinopse: Nas eleições municipais de 1992, Magalhães Teixeira é eleito prefeito de Campinas. Filme-arquivo, sobre um político em campanha, os embaraços de sua equipe de filmagem e eleitores desconfiados em meio ao impeachment do presidente Collor.
Artista Responsável: Prof. Dr. Noel Carvalho (Midialogia)
Artistas Integrantes: Direção, Produção e Montagem: Lucas Lazarini / Produtor Associado: Vinícius Campos / Fotografia: Tobias Rezende / Mixagem e Masterização de Som: Guilherme Augusto / Correção de Cor: Franco Simões / Arte gráfica (pôster e material de divulgação): Vinícius de Araújo
Material de Arquivo: Centro de Memória Unicamp – CMU

Título: Roda Viva (4’41”)
Sinopse: O curta é um clipe musical que mostra pessoas de diferentes realidades e denuncia o preconceito, a violência, os padrões de beleza e a dura realidade em que o Brasil se encontra, expondo um crítica ao governo que ameaça o trabalho e a diversidade
Artista Responsável: Prof. Dr. Noel Carvalho (Midialogia)
Artistas Integrantes: Roteiro e Direção: Isabella Ricchiero Stefanini / Direção de Arte e Montagem: Bárbara Daniel / Produção: Héllen Lourenço dos Anjos / Direção de Fotografia: Felix Jou Minowa e Júlia Penteado Moretzsohn de Castro / Finalização: Gabriel Paparotti

 

AÇÕES INTERATIVAS

Local: Centro de Convenções (Hall de entrada)

Videodança Interativa
Dia 29/10 – durante todo o dia

Sinopse: Projeto de mídias digitais e dança que experimenta criação em videodança em formato vertical, para visualização no dispositivo móvel, a partir de uma plataforma interativa online (eko).
Artista Responsável: Alexandre Henrique Santos
Artistas Integrantes: Alexandre Henrique Santos e Grupo Teia Grupo Teia – Lígia Villaron, Murilo Augusto e Natália Beserra (Graduandos em Midialogia e Dança)

Ensino de Música pela tecnologia para alunos com deficiência visual
Dia 30/10 – durante todo o dia

Sinopse: Como trabalhar com sistemas interativos na sala de aula? O uso dos hardwares: Makey Makey, Mooges e Leap Motion e dos softwares: Audacity, AUMI e Soundplant.
Artista Responsável: Alexandre Santos (Doutorando em Música – orientação Profa. Adriana Mendes)

Intervenção Artística ao Céu Aberto

“Conexões Coletivas: Eu percebo, eu sinto, eu penso, eu compartilho”

Local: jardim em frente ao Centro de Convenções da Unicamp
Duração: durante todo o evento
Breve apresentação:
Sinopse: A proposta inscreve-se a partir do contexto das intervenções artísticas criadas para espaços externos e contempla a participação dos interatores em determinada situação de encontro sócio, cultural ou artístico.  Localizada no jardim em frente à entrada dos auditórios do Centro de Convenções da Unicamp prevê a construção de estruturas leves, feitas em hastes de madeira envolvidas em sequencias de fitas de cetim que vão reunir as distâncias entre as palmeiras imperiais daquele jardim.  Combinada a esta formação, adicionam-se outras fitas, nas quais cada participante poderá inscrever frases sobre o evento, deixando sua impressão, escuta ou aprendizagem sobre o Inovações Curriculares 2019. “Conexões Coletivas”cria, portanto, um espaço para trocas de reflexões, para registros vivos de compartilhamentos em rede.

Artistas Responsáveis: Profª Sylvia Furegatti e Profª Drª Marisa Lambert